ISA - Espírito Santo Section

Área Restrita

Esqueci a senha / Cadastre-se

Cursos

Introdução a Automação de Caldeiras Utilizando Instrumentos Inteligentes e Redes de Comunicação

OBJETIVO

Proporcionar aos participantes informações sobre automação e instrumentação aplicada ao controle de caldeiras no contexto do emprego da tecnologia moderna e prover conhecimento técnico básico a respeito do controle do processo e dos sistemas de segurança utilizados em caldeiras.

PÚBLICO ALVO

Destinado a todos os profissionais que trabalham direta ou indiretamente em manutenção, projetos, processos e a todos que pretendam adquirir conhecimentos básicos relacionados com automação, instrumentação e controle aplicados em sistemas geradores de vapor.

INSTRUTOR : Valter Barbosa de Oliveira Junior

DURAÇÃO :  2 dias -16 h - Diurno

EXPECTATIVAS DE RESULTADOS

Que os participantes entendam:

• Como o vapor é gerado, como ele é distribuído e como reaproveitar a energia contida nele.
• Qual o custo das perdas do calor nos vazamentos de vapor; nos flanges sem isolamento e na utilização imprópria nos trocadores.
• Quais as implicações de uma operação insegura da caldeira.
• Porque devemos automatizar uma caldeira, quais as conseqüências desta automação.
• Entender as variáveis de processo que identificam a eficiência da caldeira e da combustão através de analisadores e outros instrumentos.
• A aplicação de tecnologias atuais, tais como os controladores híbridos, os transmissores digitais, rede de controle, rede de intertravamento, a IHM e o PC na arquitetura da caldeira.
• Quais medidas podem ser adotadas para evitar acidentes em caldeiras.
• Que é possível operar uma caldeira com segurança, economia e respeitando o meio ambiente.

DESCRIÇÃO           

Com a instabilidade dos produtores de petróleo, o preço do óleo vem subindo todos os dias. Isto exige que a produção de vapor com economia e segurança seja uma diretriz que a ser seguida com afinco, pois os custos aumentam vertiginosamente quando a caldeira opera desregulada.
Monitorar todos os processos que envolvem a produção e a distribuição do vapor e o retorno do condensado, agindo com rapidez quando um deles está fora dos parâmetros pré-configurados mantém a eficiência da caldeira em números plausíveis. Quanto maior for a automação e a integração dos sistemas da caldeira, maior será a segurança e a eficiência. Este será nosso objetivo, fornecer informações que ajudem na compreensão dos mecanismos que envolvem a manipulação do vapor através de procedimentos operacionais e das tecnologias atuais.                

EMENTA 

1.     Porque devemos otimizar os controles da caldeira

1.1. Novas tecnologias Incrementar novas malhas de controle Incrementar o intertravamento.

2.     Integrar sistema de controle aumenta a segurança

2.1. Redes de controle Redes de intertravamento Sistema de controle híbrido.

3.     Analisadores de gás

3.1. CO2 O2 Temperatura Eficiência.

4.     Partida e parada da caldeira

4.1. Procedimento de partida;

4.2. Chama piloto Chama principal Anel de alimentação e retorno de óleo Atomização do óleo.

PROGRAMA        

1.  Fundamentos da geração de vapor: Princípios de funcionamento e tipos de caldeira; Termodinâmica do vapor; Eficiência Térmica; Plantas de ciclo simples e ciclo combinado; Modelos matemáticos simples de caldeiras; Principais equipamentos – ventiladores, exaustores, dampers, válvulas, queimadores, trocadores de calor.

2.  Instrumentação: Instrumentação típica para medição de nível, pressão, temperatura e vazão; Analisadores de água; Analisadores de gás; Sensores; Fotocélulas; Instrumentação inteligente; Instrumentação wireless.

3.  Automação: Sistemas e subsistemas; Topologias típicas dos sistemas de controle. Critérios de segurança; Divisões funcionais por equipamento; Sistema de controle híbrido; Visão geral de hardware do sistema de controle – Controladores dedicados, CLP, SDCD, IHM; Alarmes; Histórico; Sistemas de gerenciamento de ativos;  Infraestrutura de redes; Redes de controle; Redes de intertravamento; Redes de campo; Gateways; Servidores OPC e PIMS.

4.  Controle do processo: Conceitos de instrumentação e controle de processos; Identificação e símbolos de instrumentos; Conceitos básicos de controle; Malhas típicas de controle e de monitoração; Controle da Demanda Principal; Controle de Combustão e de Tiragem; Controle de Nível de Água do Tubulão de Vapor; Tratamento da água.

5.  Gerenciamento do processo de combustão: Arranjo de queimadores e dampers de ar; Lógicas para acendimento e apagamento de queimadores a óleo e a gás; Lógicas para abertura e fechamento automático de dampers de ar auxiliares; Critérios de segurança para válvulas de combustíveis, dampers de ar de combustão e dampers de gás.

6.  Sistemas de segurança e intertravamento: PLC de segurança; Redundância; SIL; Lógicas de partida e parada da caldeira.

7. Projetos de automação e instrumentação de caldeiras: Normas técnicas; Normas regulamentadoras; Legislação ambiental; Documentação técnica requerida.

ISA Seção ES

Rua das Palmeiras 795 / Sala 605

Edif. Palm Center - Santa Lúcia

CEP 29.056-930 - Vitória - ES

TELEFAX:

(27) 3227-5954

© 2017 - Todos os direitos reservados.

Produzido pela IMPACTA WEB